Moinho lança iniciativa para capacitar gestores de micro e pequenas empresas

Empreende Moinho

Crédito: Márcio Brigatto

 

Micro e pequenas empresas de Juiz de Fora e região terão acesso, a partir de março, ao Empreende Moinho. Um programa de capacitação voltado para lideranças, gestores e gerência de nível médio interessados no desenvolvimento pessoal e no alcance de novos patamares de produtividade e competitividade nos negócios.

 

“O objetivo é desenvolver habilidades de gestão, para que haja um pensamento mais analítico em relação à empresa. Em geral, esse público que pretendemos atingir fica muito preso à operação, à rotina e tem dificuldade de avaliação crítica. Por isso, o programa tem foco total no desenvolvimento de pessoas”, explica o Gestor de Comunidade do Moinho, André Noronha.

 

Entre as vantagens da participação no Empreende Moinho, estão a formação de líderes cada vez mais comprometidos com o sucesso da organização, a partir do conhecimento integrado dos processos, e a oportunidade de criar e desenvolver iniciativas que promovam o crescimento sustentável dos negócios.  “Sem contar que as empresas estarão conectadas ao ecossistema do empreendedorismo da cidade e da região, gerando mais networking e possibilidade de novas conexões”, observa André.

 

Sobre o programa

 

Desenvolvido em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), o Empreende Moinho foi estruturado com base em necessidades reais. Assim, oferece conteúdo relevante para ampliar a visão dos negócios, dos processos e do mercado.

 

Entre os meses de março e dezembro, serão oferecidos dez eventos e dez capacitações abertos à participação de até dois colaboradores por empresa. As capacitações, porém, terão número restrito a 24 participantes, cada para que o atendimento seja mais personalizado.

 

À frente da programação do Empreende Moinho estarão profissionais renomados e, por isso, os encontros atendem objetivos estratégicos para treinamento e desenvolvimento de equipes em temas atualíssimos da pauta empresarial, sem que haja custos adicionais de deslocamentos para grandes centros urbanos.

 

Confira o calendário

 

Março – O segredo da nova economia

 

Abril –  Criatividade para gerar inovação

 

Maio – Negócios para desenvolvimento sustentável

 

Junho – O papel da liderança moderna

 

Julho e agosto – Pessoas engajadas geram melhores resultados

 

Setembro – Propósito das marcas e marketing de influência

 

Outubro – Desenvolvimento de produto

 

Novembro – Vendas

 

Dezembro – Sucesso do cliente

 

Os interessados em participar do Empreende Moinho podem se informar sobre as condições de ingresso pelo WhatsApp (32) 99130-0549.

 

 

Moinho e Sebrae se unem para ampliar ofertas à Rede Empreendedora em 2023

O Moinho e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) se uniram para ampliar a oferta de iniciativas aos micro e pequenos negócios que integram a Rede Empreendedora. Os Encontros com Especialistas para disseminação de boas práticas de gestão, que foram sucesso em 2022, serão mantidos. A grande novidade é que a eles serão acrescidas consultorias individuais. Cada integrante da Rede terá acesso a quatro encontros presenciais e personalizados com um profissional do Sebrae, a fim de colocar em prática o conhecimento adquirido nas palestras dos especialistas.

 

As consultorias serão divididas em Diagnóstico/ Devolutiva, Vendas e Relacionamento com Cliente, Finanças e Acesso a Crédito e Mídias Sociais, como Instagram, Facebook e Whatsapp Business. “Sentimos falta dessa aplicabilidade do conhecimento na rotina dos empreendedores. Com a metodologia estruturada do Sebrae, eles terão a oportunidade de desenvolver o conteúdo, de acordo com as características do próprio negócio”, explica o Gestor de Comunidade do Moinho, André Noronha.

 

Outro diferencial da Rede Empreendedora em relação a 2022 está na quantidade e na duração dos Encontros com Especialistas. Serão dez palestras realizadas entre os meses de março e dezembro. Para fechar a programação, os empreendedores poderão participar de um Pitch para apresentação do negócio a um grupo de experts que avaliará a performance de cada um, oferecendo feedbacks valiosos.

 

Nova versão será lançada em 23 de janeiro

 

O lançamento da Rede Empreendedora 2023 está marcado para o dia 23 de janeiro, às 19h, no auditório do Moinho. Além de ter acesso a todos os detalhes da nova edição, os convidados conhecerão a trajetória vitoriosa do empresário Raphael Mendes, idealizador do Brownie do Rapha, case de sucesso em Juiz de Fora.

 

“Raphael vai contar um pouco dos desafios que enfrentou para se tornar uma marca reconhecida. Optamos por um empresário do ramo de gastronomia, porque é uma das personas mais comuns em nossa Rede. A alimentação tem esse poder, uma vez que é grande o número de pessoas que gostam de cozinhar, além de ser um segmento que demanda um investimento relativamente baixo para quem deseja começar a empreender. Com a gastronomia, o retorno também é mais rápido”, explica André.

 

As vagas para a participação na Rede Empreendedora do Moinho, em parceria com o Sebrae, serão limitadas a 100 empreendedores. Os critérios de ingresso, assim como o link para inscrição, serão divulgados no evento do próximo dia 23. A entrada é gratuita.

Multveg vence Pitch da Jornada da Rede Empreendedora

Pitch

 

A empreendedora Priscila Baltar, responsável pela MultVeg, empresa que produz e vende produtos vegetais, sem lactose, glúten e opções sem açúcar, foi a grande vencedora do Pitch da Jornada da Rede Empreendedora. Ela teve apenas três minutos para apresentar seu negócio e outros cinco para responder as perguntas dos avaliadores. Com a vitória, Priscila terá direito à consultoria com o desenvolvedor de Negócios e Pessoas, Daniel Costa.

 

A performance dos inscritos para participar do Pitch foi avaliada pela gestora de Marca do Moinho, Carmen Calheiros, pela estrategista de marketing digital Ciane Lopes, pelo empresário Diego Brugiolo, pelo consultor financeiro, Sávio Souza, e pela coordenadora de Meio Ambiente da Nexa Resources, Fernanda Amaral. Os jurados levaram em conta os seguintes critérios: inovação, contribuição, social, desenvoltura, clareza no projeto e empenho nas atividades propostas.

 

Priscila explica que não esperava ser a vencedora, uma vez que a concorrência estava acirrada. Mas afirma que o reconhecimento e o prêmio chegaram em um bom momento. “O Moinho sempre se propôs a ajudar a comunidade, e eu me sinto parte desse projeto desde o início. Esse prêmio traz uma sensação de dever cumprido e vou aproveitar muito essa consultoria. Tenho certeza que vai abrir minha mente para coisas que talvez eu não esteja enxergando”, diz a vencedora.

 

 

Além da Priscila, mais seis empreendedores aproveitaram a oportunidade para apresentar seus negócios e produtos. Foram eles: o design estratégico de marcas e embalagens, Rafael Lourenço Luz; Roberta Tertolino, que produz terrário fechado e minijardim; as irmãs Sulamita Furtado e Ana Clara Furtado que criam e produzem acessórios e semijoias; Juliana Fonseca que atua na área de reforço escolar; Danilo Oliveira, mais conhecido como DJ Kalango, e Carolina Monaquezi, da Poá Costura Criativa que produz necessaires, carteiras e porta-moedas.

 

Compartilhando bons momentos

 

 

Como o objetivo da Rede Empreendedora também é compartilhar boas ideias, além do Pitch, o último encontro do ano contou com a apresentação do consultor Daniel Costa. Ele abordou a importância de conhecer e interagir com outros empreendedores e destacou o quanto é essencial saber falar sobre o próprio negócio e produtos.

 

“Vocês precisam andar com o cartão da empresa de vocês e falar dela para todo mundo, porque nunca saberão quando haverá oportunidade de estar frente a frente com alguém que pode mudar seu negócio”, aconselhou o consultor. Engenheiro de áudio e produtor musical, Wallace Lucas, contou sua história para inspirar e incentivar ainda mais os empreendedores da Rede.

 

No começo da pandemia, disse que se viu perdido, uma vez que sua área parou totalmente. No terceiro mês da quarentena, palavra que, segundo ele, enganou muita gente, o engenheiro fez a dificuldade virar oportunidade.

 

“Eu estudei um pouco o que talvez fosse acontecer, e vi que o mercado de áudio não iria tão longe durante a pandemia, mas o mercado de audiovisual era tudo o que a galera ia precisar. Comprei um equipamento mínimo de vídeo e dois cursos pontuais, pois não poderia ter muito gasto. Já tinha conhecimento prévio de vídeo e, com muita força, vontade e assertividade, comecei a acionar as pessoas. Conversei com um amigo sobre a possibilidade de montar um estúdio para lives não só musicais, mas também corporativas. Assim, criamos o Estúdio 19 e fizemos eventos memoráveis para grandes empresas. O networking que fizemos nesse período foi superimportante”, destacou Wallace.

 

A Jornada da Rede Empreendedora será retomada em 2023 com muitas novidades, para estimular e potencializar cada vez mais os empreendedores. “Esse encontro marca o final da primeira jornada, que foi um processo de muito crescimento, troca e construção. Costumo dizer que agir em rede cura pessoas e acelera processos de desenvolvimento e crescimento”, comemora o gestor de Comunidade do Moinho, André Noronha, bastante satisfeito com os resultados alcançados em 2022.

Rede Empreendedora encerra 2022 com Pitch

Rede EmpreendedoraA Jornada da Rede Empreendedora chega ao seu último encontro nesta segunda-feira, dia 12. Após a expressiva participação nos eventos que abordaram os 4 P’s do marketing (preço, produto, praça e promoção), os empreendedores terão a oportunidade de apresentar seus produtos e serviços, durante a realização de um Pitch. Cinco jurados avaliarão as performances dos inscritos para essa etapa, a partir dos seguintes critérios: inovação, contribuição, social, desenvoltura, clareza no projeto e empenho nas atividades propostas. O vencedor ganhará uma consultoria para desenvolver e potencializar ainda mais seu negócio.

 

“Acreditamos que a Jornada tenha sido de muito crescimento. Ela terá uma finalização bem festiva. Todos os participantes vão receber certificado pelo envolvimento e comprometimento. Foi um projeto inspirador que conseguiu trazer a perspectiva e a importância de se estar em constante troca, vivendo em comunidade”, pontua o Gestor de Comunidade do Moinho, André Noronha.

 

A estrategista de marketing digital, Ciane Lopes, será uma das avaliadoras do Pitch. Ela, que fez palestra sobre o tema “Praça” durante a Jornada, espera apresentações simples e objetivas, mas que incluam as principais informações. “O segredo de um bom Pitch é usar muito bem o tempo, para apresentar coisas que, às vezes, são complexas. Apresentar um negócio em tão pouco tempo é realmente um desafio. Por isso, a minha dica é uma apresentação simples”, observa Ciane.

 

Segundo ela, “é preciso contar uma história bem envolvente, incluindo todos os elementos que um investidor ou quem está na plateia precisa saber sobre pontos de inovação, além de números que viabilizam a solução, o problema que ela resolve para o cliente, para o mercado em que está inserida. O impacto socioambiental não pode faltar e nem a maneira de conectar, porque precisa despertar o desejo das pessoas, a vontade de estarem juntos, de comprar a solução”.

 

“Além dos critérios já selecionados pela comissão, que são bem interessantes para analisar, vou observar o potencial do produto/serviço no mercado. Espero realmente conseguir visualizar isso de forma muito clara. Quem conectar todos esses pontos, tendo um produto ou uma solução viável, tanto economicamente quanto pelo ponto de vista da criatividade, da inovação e do impacto, vai levar as minhas melhores notas”, antecipa a estrategista.

 

Momento de celebrar e compartilhar

 

Mesmo os empreendedores que não se inscreveram para o Pitch devem participar do último encontro do ano que será também a celebração pelo fim da jornada que todos construíram juntos. Além das apresentações, o momento também será marcado pela presença de consultores do Sebrae que compartilharão informações relevantes sobre Microempreendedor Individual (MEI) e sobre oportunidades de conexões e parcerias.

 

“A Rede Empreendedora é um projeto que posiciona o Moinho como um polo de inovação, empreendedorismo e criatividade, identificando, claro, uma singularidade presente na Zona Norte. Atraímos esses empreendedores no primeiro semestre do ano de 2022, e realizamos alguns encontros, para entender quais eram os principais desafios e as demandas dessa rede. Nosso objetivo era e continua sendo o de construir uma comunidade, para a busca de soluções coletivas”, observa André, satisfeito por terem alcançado a meta de forma tão participativa, uma vez que mais de 130 empreendedores se envolveram com as atividades da Rede durante o ano.

1ª Feira de Natal reúne rede do Moinho e Cooperativa Empreendedora

Dezembro é um mês típico de celebrações, e no Moinho não será diferente. Por isso, a Feirinha de Negócios da Zona Norte será ainda mais especial com a participação de feirantes da Cooperativa Empreendedora. No próximo sábado, dia 10, das 12h às 20h, o público vai encontrar uma enorme variedade de opções para presentes.

 

“É um coletivo potente que desenvolve projetos de empreendedorismo feminino com muito sucesso. Entendemos que o colab entre nossa rede e a Cooperativa Empreendedora tem muito potencial”, aposta o Gestor de Comunidade do Moinho, André Noronha.

 

Entre os produtos à venda estarão artigos para o lar, beleza, moda, decoração e alimentos. A empreendedora Michelle Peixoto, no ramo desde 2012, não esconde a empolgação com a oportunidade de fazer novos negócios com a comercialização de seus cup cakes e novos amigos.

 

“Iniciei na confeitaria, fazendo bolos decorados personalizados, me especializei como Cake Designer. Também dou aulas de Confeitaria e Cake Designer em uma escola profissionalizante há 3 anos, formando e capacitando empreendedores. Minha expectativa é apresentar esse produto de qualidade para o público da Zona Norte que, às vezes não tem acesso a ele, e vender bastante”.

 

À frente da Cooperativa Empreendedora, a consultora de imagem e empreendedora, Camila Vilas também está animada com a Feira de Natal. Para ela, é importante que a população incentive o empreendedorismo. “A expectativa é muito alta. Tenho certeza que vai ser ainda melhor do que a primeira feira que fizemos no Moinho no mês passado. Vai ser um sucesso”, diz.

 

Com uma programação para toda família, o evento terá praça de alimentação com comidas produzidas pelas próprias empreendedoras e bebidas, além de brinquedos para criançada. Para garantir a animação, o evento terá ainda duas atrações musicais: o som eletrônico da DJ Marcela Conte e Will Diaz na voz e violão. Uma TV de 65 polegadas já foi instalada no Moinho, para a transmissão de jogos da Copa do Mundo de futebol, a fim de agradar diferentes perfis.

 

“Temos uma expectativa muito bacana de público. Gostaria de convidar toda Juiz de Fora para prestigiar essas empreendedoras e esses empreendedores que estão trazendo produtos diferenciados, de extrema qualidade. Será um dia de muito lazer e cultura”, acredita André.

 

Infraestrutura do Moinho amplia chances de sucesso para a realização de feiras

Infraestrutura do Moinho amplia chances de sucesso para a realização de feiras

Infraestrutura do Moinho amplia chances de sucesso para a realização de feiras Bastante populares, as feiras de produtos e serviços são exemplos de eventos que geram excelentes oportunidades tanto para expositores quanto para consumidores dispostos a encontrar em um único lugar opções variadas, além de atividades culturais, de lazer e gastronomia. Não por menos, ao longo de 2022, o Moinho tem sido palco para a realização de dezenas de feiras de diferentes segmentos, como artigos para o lar, beleza, moda, decoração e alimentos.  

 

Oportunidade para empreendedores que estão começando seus negócios, mas também para aqueles já estabilizados, mas que não dispensam o contato direto com os compradores, as feiras vão agitar o final de ano no Moinho. A infraestrutura do espaço dotada de área coberta, restaurantes, estacionamento, fácil acesso e localização na região mais populosa de Juiz de Fora são atrativos para organizadores, como a influencer e empreendedora, Kalli Fonseca.  

 

Pela segunda vez, ela escolheu o Moinho para sediar a Feira Plus Size, no sábado, dia 3. Assim como a consultora de imagem e empreendedora, Camila Vilas que, pela segunda vez, agora em parceria com a Cooperativa Empreendedora, está produzindo a Feira de Natal, no próximo dia 10.  

 

Infraestrutura do Moinho amplia chances de sucesso para a realização de feiras “Foi uma delícia poder fazer a feira no Moinho, principalmente em função de toda a estrutura e o apoio que a gente teve durante todo o dia. O período que antecedeu a feira também foi muito bacana. Estava tudo limpo, tudo organizado. Todo mundo ficou muito satisfeito”, observa Camila, se referindo também ao feedback recebido dos expositores.  

 

“O Moinho agrega, porque tem facilidades que outro lugar não oferece em Juiz de Fora. Tem estacionamento, drogaria, restaurante, choperia e isso tudo já soma muito para a realização da minha feira, porque mesmo que meu evento não oferecesse opção de alimentação, eu saberia que as pessoas teriam acesso fácil a tudo isso”, conta Kalli.  

 

“Eu amo feira em geral. Sou consumidora destes eventos, seja de qual tipo for, inclusive sou de Feira Livre, trabalho com frutas. Mas a Feira Plus Size proporciona uma questão muito além, porque há uma identificação maior com o público que a frequenta. Hoje, por dados do IBGE, a metade da população é obesa ou tem sobrepeso. E não são esses artigos que vemos nas lojas, mas nas feiras Plus Size. Tem toda essa questão de empatia, de identificação”, conta Kalli.  

 

Já a intenção de produzir a Feira de Natal está relacionada à missão da Cooperativa Empreendedora que é fomentar o empreendedorismo. Para Camila, participar de feira vai muito além do que somente vender produtos. “Acho que a visibilidade é mais importante do que as vendas. As pessoas conhecem os produtos e podem encomendar outros que não estão em exposição. A gente consegue divulgar ainda mais a marca, porque temos muita mídia também”, observa. “Outra coisa que acho legal é que os empreendedores participem de outras feiras, mesmo que não seja como expositor, para fortalecer essa cultura”, acrescenta Kalli.  

 

Infraestrutura do Moinho amplia chances de sucesso para a realização de feiras Fique por dentro 

 

Feira Plus Size 

3 de novembro (sábado) 

Das 10h às 18h 

 

Feira de Natal 

10 de novembro (sábado) 

Das 12h às 20h 

Moinho e Cooperativa Empreendedora realizam 1ª edição da Feira de Natal

Moinho e Cooperativa Empreendedora realizam 1ª edição da Feira de Natal  Em mais uma iniciativa de fomento ao empreendedorismo local, a Cooperativa Empreendedora e o Moinho realizam a Feira de Natal, no próximo dia 10, de 12h às 20h. Aberto ao público, o evento é uma oportunidade de antecipar as compras de final de ano e prestigiar o trabalho de cerca de 50 empreendedores dos segmentos de vestuário, alimentação, mesa posta e serviços.  

 

A empreendedora Camilla Diniz, à frente da Salgados Imperial, já está nos preparativos para a feira e com boas expectativas. “Para nós é uma oportunidade de apresentar nossos produtos, atingir um público maior e ter mais visibilidade. Para isso, estamos preparando itens típicos dessa época do ano, como bolos natalinos, panetones e petiscos”. 

 

Flávia Perantoni, da Ensaboa, trabalha com sabonetes decorativos e vai levar uma coleção natalina específica para a feira. “Acredito que pela diversidade de preços, nossos produtos terão uma boa aceitação, já que nessa época do ano as pessoas estão buscando lembranças para o Natal, e temos presentes com valores acessíveis.  Nossa proposta é um produto criativo em forma de sabonete que possa decorar e ser útil”.  

 

Com uma programação para toda família, o evento terá praça de alimentação com comidas produzidas pelas próprias empreendedoras e bebidas, além de brinquedos para criançada e uma TV de 65 polegadas, para transmissão do jogo do Brasil, caso a seleção brasileira se classifique para o jogo de sábado. Para garantir a animação, o evento conta ainda com duas atrações musicais, o som eletrônico da DJ Marcela Conte e Will Diaz na voz e violão. 

“Saiba onde você está e onde quer chegar”

“Saiba onde você está e onde quer chegar”Pós-graduado em Marketing e Negócios, o empresário Diego Brugiolo foi o palestrante convidado para a penúltima edição da Jornada da Rede Empreendedora que lotou o auditório do Moinho na segunda-feira, dia 21 de novembro, com o tema “Promoção”. Ele, que já empreendeu nos ramos de alimentação, publicidade, eventos e entretenimento e atualmente é diretor de marketing do BNI Zona da Mata (rede mundial de networking entre empresários) é um dos sócios fundadores do Club do Fut, bar temático voltado para amantes do futebol.  

 

Diego abordou os caminhos básicos que ainda funcionam para promover produtos e serviços e apresentou exemplos no Instagram de alguns empreendedores que estão usando a rede social de maneira correta motivar e engajar seus públicos alvo. Segundo ele, o que leva os clientes a decidir por uma compra são necessidade e desejo.  

 

Como o marketing digital está em alta, o empresário deu dicas importantes aos empreendedores sobre a utilização do Whatsapp. “Use e abuse do status, preencha os campos, como descrição, e-mail e horário corretamente. Use o catálogo, mesmo que seja serviço e utilize também mensagens automáticas. Mas cuidado para não ficar robótico demais. Além disso, peça o Instagram do cliente e comece a segui-lo. Interaja, comente, elogie e o ajude mesmo que ele não compre agora”, explicou.  

 

Outra dica importante foi para que os empreendedores aproveitem ao máximo o incentivo dado pelo Moinho com a Rede Empreendedora.  “Eu queria ter tido essa oportunidade quando comecei e resolvi arriscar. Acho que esta é uma iniciativa muito bacana de aprender e compartilhar conhecimento”. 

 

O empreendedor ainda destacou a importância das fotos que devem ser usadas nas redes sociais. Para ele, quando possível, é bom contratar um fotógrafo profissional, porque valoriza o produto e o investimento se paga a médio prazo. Também destacou a importância de ser criativo, e enfatizou que a melhor mídia para promover produto é aquela que não se paga.  Ao finalizar, deixou a seguinte reflexão. “Saiba onde você está e onde quer chegar”.  

 

Moinho realiza sexta edição da Feirinha de Negócios Locais da Zona Norte

Feirinha de Negócios do MoinhoNeste sábado, dia 12, o Moinho, em parceria com a Enactus/UFJF, realizará a 6ª Feirinha de Negócios Locais da Zona Norte. Foram selecionados 20 pequenos e microempreendedores para participarem como expositores do evento. Ao criar oportunidades para a comercialização de produtos e serviços de pequenos negócios, a Feirinha visa fortalecer os negócios locais, assim como estimular o empreendedorismo.  

 

“Estamos bastante entusiasmados e na expectativa de gerar bons negócios para os empreendedores participantes. Por isso, o apoio e a participação dos consumidores são fundamentais para impulsionar os pequenos negócios, dar visibilidade e contribuir para o desenvolvimento local”, avalia André Noronha, gestor de Comunidades do Moinho.  

 

Desta vez, a Feirinha será na Loja Abertha, área coberta, no andar térreo do prédio da Saúde. Além das barraquinhas com produtos e serviços variados, o evento terá música ao vivo com o cantor Will.  

 

A organização oferece gratuitamente aos microempreendedores infraestrutura necessária para a participação na feira, mas eles passam também a ter acesso aos eventos de formação do Moinho. “Disponibilizamos trilhas de capacitações, mentorias, com a Rede Empreendedora”, conclui André Noronha. 

 

Confira o nome dos negócios participantes: 

Bárbara dos Santos de Paula – Doce Pérola. @doceperolabr
Débora e Michel Fogaceiros – Fogaça artesanal. @fogaceirosjf
Lucas Izan Oliveira Rodrigues – Foju. @foju.doces
Cirmara da Silva Santos – Licor do Porto. @licordoportojf
Renata Calichio – Bem Caramelo Confeitaria Artesanal. @bemcaramelo
Lucia Maria Medina Floresta – Medinas Biju. @medinas_biju
Gláucia de Oliveira Morato Machado – Ateliê GláuciArte. @atelieglauciarte
Vanderleia de Souza Almeida – Vanderleia crocheteria. @vanderleiacrocheteria
Priscila Ferraz Baltar – Multveg. @MULTVEG
Leslye Marques do Valle – Âmbar Produtos. @ambar.produtos
Raquel Henriques de Andrade Mendes – Raquel Andrade doces. @raquelandradedoces
Paula Ferreira Oliveira Santos – Paula Ferreira Acessórios Handmade. @paulaferreiraacessorios
Hiara Soares Rodrigues – Pães 3m Artesanais. @paes3m
Michele Soares Henriques – Yogano Cosmésticos Veganos. @yogano_cosmeticosveganos
Rosilene Alves da silva – Art da Rose. @art_darose
Alessandro Ribeiro Vaz – Imperial Aromas. @imperial.aromas
Renata Prata dos Santos – Azeites Saborizado Kochen. @Azeiteskochen.renata
Mariana de Oliveira Falce Garcia – Natu Produtos Artesanais. @natuprodutosartesanais
Gisele Aparecida de Lima Ferreira – Delícias da Gigi. @giseleconfeiteira
Aline de Melo Nogueira Martins – Livros e brinquedos em feltro. @ateliealinemartinsjf 

Praça é o terceiro “P” do marketing apresentado na Jornada da Rede Empreendedora

A publicitária Ciane Lopes foi a convidada para conversa com os empreendedores   

 

A Jornada da Rede Empreendedora chegou ao seu terceiro encontro com a participação da publicitária e especialista em Marketing Digital, Ciane Lopes, que apresentou conteúdo sobre Praça dentre os conceitos dos 4P’s (preço, produto, praça e promoção) do marketing. Ela, que atua há mais de 15 anos como estrategista, consultora e facilitadora de treinamentos, ressaltou a importância da Rede Empreendedora para networking. Quando os empreendedores se juntam, conseguem ter visão mais ampla de seus negócios, contribuindo para o fortalecimento e a adoção de novas iniciativas.  

 

Ciane destacou que considerar canais de distribuição, pontos de venda, regiões de interesse, locais para estoque, frete e logística são importantes, porque impactam na oferta do produto, na forma de comunicar com o cliente e na escolha dos melhores canais para alcançar o público alvo. A publicitária explicou, ainda, como o empreendedor deve escolher sua praça, sua região de atuação, mesmo quando o negócio é só virtual.  

 

“Seria muito bom que nós tivéssemos todos os aspectos perfeitos para comercializar nosso produto, mas, infelizmente, isso não acontece. Por isso, vamos adequando as técnicas às nossas realidades. O primeiro ponto é conhecer o seu público, entender se o seu produto ou serviço fica próximo do maior perfil de compra. Além disso, é fundamental se importar com a visibilidade, para identificar se o produto ou serviço possui a vitrine adequada e se isso facilita a compreensão do negócio, uma vez que o objetivo é chamar ainda mais a atenção do cliente, aproveitando ao máximo as oportunidades de ampliá-la”, explica.  

 

A publicitária também abordou outros pontos que são relevantes em relação à Praça, como, por exemplo, ser acessível, ter fluxo de pessoas (tráfego é importante em meio físico ou virtual), presença da concorrência, potencial de crescimento e até mesmo o cuidado com os detalhes que podem impactar o negócio, como a poluição sonora. É imprescindível ainda avaliar a infraestrutura e a segurança. “Outro fator muito importante é o investimento em dados. O geomarketing é um setor de pesquisa do marketing que apoia as empresas na escolha da melhor região e localização para seus negócios”, observa Ciane.  

 

O atendimento, segundo a especialista, é fundamental para conquistar e manter o cliente. De acordo com pesquisa da América Society Quality (ASQ), entidade que é referência mundial em estudos de práticas e ferramentas voltadas à qualidade, o mau atendimento e a indiferença são responsáveis por 65% na perda de vendas pelas empresas.  

 

Como especialista em WhatsApp Business, Ciane ainda explicou como usar a ferramenta da melhor forma possível para aumentar o faturamento, assim como abordou sobre os erros mais cometidos pelos empreendedores. Para finalizar deu as seguintes dicas extraídas do livro “Os quatro compromissos”, de Don Miguel Ruiz. “Seja impecável com a sua palavra, não leve nada para o lado pessoal, não tire conclusões e dê sempre o melhor de si”.